5 contribuições que Iniesta dará ao Vissel Kobe e à J.League

Negócio fechado: após 22 anos de Barcelona, a arte de Iniesta continuará na J.League, pelo Vissel Kobe. Uma mudança que pode mudar, para muito melhor, o clube, a liga e a de vermos o futebol japonês. Abaixo, listamos cinco porquês disso. Vamos nessa?

l

MAIS NEGÓCIOS

O Vissel Kobe é de propriedade da Rakuten, patrocinadora máster do Barcelona. Esse alinhamento, se bem explorado — e será — tornará Iniesta na cara do clube e da marca. O próprio Barça também sai ganhando: como ex-jogador é para sempre, os culés terão a possibilidade de ativar sua relação com a empresa no Japão, e em todo o mercado asiático, por meio de Andrés. E a Asics, que assina os uniformes do Kobe, espera por um boom nas vendas de camisas.

l

MAIS INFLUÊNCIA

Iniesta chega ao Vissel Kobe no final da carreira, mas não em fim de carreira. Essa diferença é fundamental para que a J.League quebre a percepção — que ainda a persegue — de ser uma “liga de ex-estrelas”, o “campeonato do último contrato”. Andrés, como marca de futebol bem jogado, pode ser o marco-zero desse processo.

l

MAIS NOTORIEDADE…



Recentemente, a J.League promoveu uma campanha de social media comparando os seus atletas aos das grandes ligas europeias. Agora, o “Japonesão” conta com um dos maiores craques globais já formados pelo Barcelona em suas fileiras — e no mesmo clube de outro ativo internacional estratégico: Lukas Podolski.

l

… QUE GERA MAIS AUDIÊNCIA

Quem não gosta de ver Iniesta jogar? No Japão, as duas únicas opções para isso serão: ir ao estádio; ou assinar a DANZ — a plataforma de streaming que vem transmitindo 100% da J.League. Se Podolski já foi “garoto-propaganda” do veículo, imagina-se que a imagem de El Artista, ainda mais forte, será muito explorada.

l

MAIS FORMAÇÃO

Além da marca Barcelona, Iniesta é um elo com La Masia — a escola de formação do clube. O plano é que, além do sua imagem e do seu (maravilhoso) jogo jogado, ele traga métodos para desenvolver as categorias de base do Vissel Kobe — que, claro, passarão a máquina de craques do Barça.

l

l

Thiago Zanetin tem 32 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha com o dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na elite da Itália.

l

Imagens: Divulgação.

l

Siga o Futebol Marketing nas redes sociais: facebook | twitter

Category: Futebol MarketingMercado

Tags:

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial