Camisa 2 do Corinthians by Nike. Ou: sobre não ouvir o torcedor

Ontem (2), a Nike apresentou as novas camisas do Corinthians para o restante da temporada. E entre elas, o modelo reserva, que vem sendo criticado pela torcida desde os primeiros “vazamentos oficiais” internet afora.

corinthians timao alvinegro

Segundo a Nike, essa camisa 2 é “uma homenagem ao espírito de luta do Corinthians dentro e fora de campo” — nota-se que a marca buscou fazer do manto a reprodução gráfica de uma “segunda pele” alvinegra.

O que está em discussão, porém, não é a ideia ou sua execução. O fato é que a torcida do Corinthians não aprovou o produto. E, mesmo assim, ele foi lançado. O resultado não poderia ser outro:

camisa simbolo reserva corinthians timao

Que os nossos clubes — todos, em geral — não tenham grande empatia junto ao torcedor, é notório. Mas quando um clube como o Corinthians, colosso popular do Brasil e da América Latina, não é capaz de ouvir a própria torcida sobre uma camisa desenvolvida para que ela compre, é mais preocupante.

Porque, se pensarmos bem (lá vamos nós de novo), a camisa é mais do que um produto. É um conceito. É o elo entre a arquibancada e o gramado, a representação do torcedor em campo. Porque é através da camisa que a torcida joga junto. É por ela, a camisa, que o torcedor torce — ou seja, pelo que representa vesti-la, e não por quem a veste.

Se o corinthiano olhou para esse segundo manto e não entendeu (leia-se: não percebeu) que, novamente nas palavras da Nike, ele representa “uma homenagem ao espírito de luta do Corinthians dentro e fora de campo” — se não enxergou além de um “modelo feio”, que não gostou —, então está tudo errado.

camisa corinthians nike timao 2 reserva

Que essa camisa 2 venderá mal? Não sabemos. Torcedores fanáticos, colecionadores e admiradores do modelo — sempre os há — devem garantir as suas. O dano de percepção, porém, já está feito. O que custa inserir o torcedor no processo de desenvolvimento e/ou aprovação de algo que, teoricamente, foi pensado para ele? Com a palavra, Corinthians e Nike.

l

Thiago Zanetin tem 32 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha com o dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na Europa.

Imagens: Divulgação.

l

Siga o Futebol Marketing nas redes sociais: facebook | twitter

Category: CamisasFutebol Marketing

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *