Conheça e entenda a nova marca do Lille

Seis temporadas depois (lembra?), o Lille LOSC volta a renovar — radicalmente — a sua identidade visual.

O cachorro-símbolo (le dogue) já não aparece de corpo inteiro; o foco é o rosto, com semblante mais determinado, ao qual foi incoporado a “chama” (la flamme), ícone clássico, que representa a paixão do torcedor. No lugar do antigo brasão “partido”, há um pentágono inspirado pela Citadelle de Vauban, que também serviu de base para a tipologia — reforçando a identificação com a cidade e seus torcedores; a flor-de-lis (la fleur de lys), outra referência de pertencimento local, também foi mantida, ainda que com menos destaque (aparece sobre o “LOSC”).

O porquê dessas mudanças? Não há apenas um motivo: o clube tanto pode querer se apresentar rejuvenescido ao mundo, surfando no novo momento de popularidade global da Ligue 1 Conforama (leia-se: “efeito-Neymar Jr.”); como também pode estar em busca de um novo começa após a frustrante temporada 2017-18, que começou com esperanças de chegar à Europa e quase acabou em rebaixamento.

Seja como — e pelo que — for, o fato é que esse rebrand reforça a identidade, os valores e os propósitos do Lille. É isso que importa.

l

Thiago Zanetin tem 32 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha com o dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na elite da Itália.

l

Imagens: Divulgação.

l

Siga o Futebol Marketing nas redes sociais: facebook | twitter

Category: ArteFutebol Marketing

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial