#Copa2018 | TyC, Putin e o amor entre homens da Argentina

A “política antigay” — para não dizer homofóbica — instituída por Vladimir Putin na Rússia vem gerando inúmeros protestos no mundo do esporte. Mas, até agora, ninguém soube virar esse jogo tão bem como o canal argentino Torneos y Competencias-TyC.

Para ativar o desembarque da Argentina na “Putinland” rumo à Copa do Mundo FIFA 2018, o TyC comparou o amor entre homens — já que este é um torneio masculino — à paixão dos argentinos pelo futebol.

l

Senhor Presidente da Rússia,

Soubemos que seu país não admite
manifestações de amor entre homens.

Então, estamos com problemas.

A gente vem de um lugar onde é comum
ver um homem chorar por outro homem.

Talvez lhe espante
ver um cara abaixado em frente a outro,
mas, para nós, é normal.

Tão normal como vê-los rolando na grama,
passeando com os genitais no pescoço,
tatuando-se em uma das tetas,
ou lutando pelo suor alheio.

Talvez, para homens duros como o Senhor,
alguns gestos de amor sejam difíceis de entender.
Como falar de correr nu para abraçar o homem dos seus sonhos.

Mas podemos assegurar ao Senhor
que não há nada mais emocionante
que ver um homem dando tudo por outros homens,
e que não há nada mais excitante
do que ver um grupo de homens
pulando, nus, em um vestiário.

Ainda mais se estamos vendo Deus,
como Deus o trouxe ao mundo.

Senhor Putin,
para você o amor entre homens é uma doença,
e nós estamos muito doentes.

E quer saber?

É contagioso.

l

Não foi a primeira vez que o TyC jogou com polêmicas. Em 2016, o canal promoveu a Argentina na Copa América Centenário, nos EUA, com um discurso de Donald Trump — então ainda candidato, e hoje presidente yankee — sobre o muro anti-imigrantes ilegais mexicanos. Já em na brasileira Copa do Mundo FIFA 2014, no Brasil, o gancho foi, de uma certa forma, a religião: editou-se um discurso que o (argentino) Papa Francisco havia feito em terras cariocas durante a Jornada Mundial da Juventude.

E se você curtiu a pegada de “humor polêmico” dessas propagandas do TyC, recomendamos fortemente que você (re)veja “Requiem” — um discurso boleiro em meio a um funeral. De rolar — na grama? — de rir.

l

Thiago Zanetin tem 32 anos e é redator publicitário na Concêntrica Comunicação e Conteúdo. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha com o dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na elite da Itália.

Imagens: Divulgação.

l

Siga o Futebol Marketing nas redes sociais: facebook | twitter

Category: Futebol Marketing

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial