Itália deu cartão vermelho à violência contra a mulher

Se você assistiu à rodada do último fim de semana da Serie A TIM, notou que jogadores de todas as equipes foram a campanha com uma pintura vermelha — um sinalzinho — no rosto.

É a campanha #UnRossoAllaViolenza (“Um Cartão Vermelho Contra a Violência”, em tradução livre), realizada junto à ONG global WeWorld Onlus para promover conscientização no Dia Internacional da Não Violência (ou da Eliminação da Violência) Contra a Mulher — celebrado no domingo, 25.

Curiosamente (e é uma pena), essa campanha não chegou ao futebol feminino da Itália. No calcio donne, apenas alguns clubes aproveitaram o dia Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher para se posicionar — caso, por exemplo, do Hellas Verona.

E, ainda sobre a tabelinha entre o futebol da Itália e a conscientização sobre a não-violência contra a mulher, lembramos de um trabalho de grande impacto do Carpisa Napoli, que, em 2015, lançou um calendário com suas jogadoras em situações de risco. Para conferir na íntegra, clique aqui.

Já aqui no Brasil, felizmente, as campanhas pela não violência mulher vêm se multiplicando no futebol. Acima, relembramos a parceria entre o Cruzeiro e a publicação (que também é uma ONG) AzMina, que utilizou a numeração das camisas para destacar estatísticas que devemos mudar.

Na Itália, no Brasil e em qualquer lugar, todas as iniciativas que se oponham à violência contra a mulher merecem nosso apoio e destaque. Brave ragazze, bravi ragazzi.

l

Thiago Zanetin tem 33 anos e é redator publicitário. Fanático seguidor do Hellas Verona, sonha com o dia em que as verdadeiras cores gialloblù da cidade voltarão a brilhar na elite italiana.

Imagens: Divulgação.

l

Siga o Futebol Marketing nas redes sociais: facebook | twitter

Category: Futebol Marketing

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial