Patrocínio pago em bitcoins?

Sete clubes da Premier League fecharam acordos de patrocínio com a plataforma israelita de investimentos online eToro: Brighton & Hove, Cardiff City, Crystal Palace, Leicester City, Newcastle United, Southampton e Tottenham Hotspurs.

Os contratos, que — especula-se — variam entre £ 4 milhões e £ 5 milhões (ou de R$ 20,56 milhões e R$ 25,7 milhões, sendo £ 1,00 = R$ 5,14), darão à eToro acesso a letreiros de LED, exposição nas salas de imprensa, ingressos, direitos digitais e jogadores dos sete clubes da Premier League.

E serão pagos em bitcoins.

Uma das primeiras plataformas de investimentos do mercado a adotar criptomoedas (em 2014), a eToro acredita que o blockchain trará mais transparência nas operações financeiras do futebol, em todos os níveis. Então, resolveu dar o exemplo com essa prática pioneira, que irá remunerar seus clubes patrocinados em bitcoins.

O que você achou dessa ideia?

(A propósito: lembra que, em 2014 — mesmo ano em que a eToro adotou criptomoedas em sua plataforma —, a Premier League emplacou quatro representantes no TOP 10 dos clubes mais valioso do mundo em bitcoins? Confira aqui.)

l

Imagens: Divulgação.

l

Siga o Futebol Marketing nas redes sociais: facebook | twitter

Category: Futebol Marketing

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial